Há uma década o Operário renascia: relembre o caminho de 2010 a 2020

Em 2010, o Operário voltava a disputar a Primeira Divisão do Estadual

Há uma década o Operário renascia: relembre o caminho de 2010 a 2020

O time que há dez anos disputava apenas o Paranaense participará de três competições em 2020 e tem calendário cheio - Foto: José Tramontin/OFEC

Em 2020, o Operário Ferroviário terá calendário cheio: a equipe de Vila Oficinas disputa, além do Campeonato Paranaense, mais uma Série B e a Copa do Brasil. Há dez anos, o cenário era bem diferente. O Fantasma, que havia conquistado o acesso em 2009, ia reestrear na Primeira Divisão do Paranaense desde o licenciamento de 1994.

Segundo o livro ‘Imortal Operário Ferroviário’, de autoria do Dr. Ângelo Defino, o Operário começou os anos 2000 sem atividades no futebol profissional. Em 2004, depois de uma parceria com a Prefeitura para reformar o Estádio Germano Krüger, conseguiu iniciar novamente sua trajetória com participação na Segundona do Paranaense. De 2004 a 2008, o Operário alternou campanhas irregulares e grandes participações, mas só em 2009 conquistou o acesso.

“O ano de 2010 começou com grande repercussão estadual ocasionada pela volta do Fantasma e da numerosa torcida ponta-grossense à disputa com os grandes clubes do Paraná. Até os mais céticos tiveram que acreditar em Fantasma quando, na quarta-feira, 20 de janeiro, o Operário virou notícia em rede nacional ao vencer de virada, por 2 a 1, o Athletico Paranaense dentro dos seus domínios, na Arena da Baixada”, relembra Ângelo no livro, sobre o início da temporada de 2010.

Naquele ano, o Operário terminou o Paranaense na 5ª colocação e conquistou uma das vagas do estado para o Brasileirão da Série D. No campeonato nacional classificou-se para a segunda fase em 2º lugar do grupo, avançou para a 3ª e para as quartas de final, fechando a competição com o 6º lugar entre 40 participantes. 

"De julho de 2009 [quando o Operário conquistou o acesso] até o final do ano, não tivemos outro campeonato. Então o operariano viveu uma expectativa muito grande naquele final de 2009 para reestrear na Série A do Paranaense, que não jogava desde 1994. Dez anos depois, na virada dos últimos anos ‘2010’, o Operário tem uma grande expectativa, novamente com calendário cheio. Tem a novidade também de uma Copa do Brasil, vai jogar fora o primeiro jogo, tem a possibilidade de passar até mesmo com um empate e a torcida já está projetando um encontro com o América Mineiro em casa", afirma o Dr. Ângelo.

Em 2011, 3º lugar do Paranaense e 24º lugar da Série D, com vaga para a Copa do Brasil. Em 2012 e 2013, 6º lugar do Paranaense. Em 2014, 9º lugar. Em 2015, campeão - e o início da história recente de títulos e ascensão nacional do Operário Ferroviário. 

Em 2020, o Fantasma busca o segundo título estadual, o acesso à Primeira Divisão Nacional e ainda tem como meta avançar o máximo possível na Copa do Brasil por conta da alta recompensa financeira por fase. O time que disputou a Série B e o Estadual de 2019 foi reformulado.

"Que entremos nos anos de 2020 se fortalecendo na Série B, avançando na Copa do Brasil e começando a usar a base do Operário para revelar uma nova etapa na história como clube formador", deseja Ângelo.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!