Operário faz apresentação oficial dos dez novos contratados para a temporada

Novo goleiro, Henrique, da base da Ponte Preta, também foi apresentado

Operário faz apresentação oficial dos dez novos contratados para a temporada

Apresentação dos jogadores contratados para 2020 aconteceu em entrevista coletiva nesta segunda-feira (13) - Foto: José Tramontin/ OFEC

PublicidadeNEC

A diretoria do Operário Ferroviário apresentou oficialmente os dez novos jogadores que chegaram ao clube até o momento para o elenco que disputará o Campeonato Paranaense 2020 a partir do próximo sábado (19). Entre os dez, a novidade ficou por conta do goleiro de 20 anos, Henrique, que estava no time de aspirantes da Ponte Preta. 

Além dele, se apresentaram Sávio (lateral direito), Douglas Nascimento (zagueiro), Rafael Bonfim (zagueiro), Danilo (lateral esquerdo), Régis Potiguar (volante), Cristhian Aguada (meia), Tomás Bastos (meia), Douglas Coutinho (atacante) e Hector Bustamante (atacante). 

"É meu primeiro ano como profissional. A cada treino eu adquiro mais experiência. Agradeço todos os dias por essa oportunidade. Na estrutura daqui não falta nada. A responsabilidade para os goleiros é grande, mas eu tenho tudo aqui pra crescer. E caso eu tenha a oportunidade [de jogar], estarei pronto, porque os profissionais aqui são de alto nível". Henrique, goleiro, 20 anos.

"Prometo dar tudo de mim para essa instituição. É minha primeira experiência fora do país. Vamos defender uma instituição muito importante, muito exigente". Cristhian Aguada, meia, 26 anos.

"Estou muito feliz por estar vestindo essa camisa. Sou um meia que gosta de finalizar de fora da área. Meus treinadores sempre me cobraram: quando chegar dentro da área tem que fazer gol. Espero corresponder da melhor forma possível e que a gente consiga nossos objetivos". Tomás Bastos, meia, 27 anos.  

"No São Caetano eu atuava tanto de primeiro volante quanto de segundo. Jogando em segundo e chegando um pouco mais, fui bem feliz. Espero poder corresponder o máximo aqui no Operário também. É uma responsabilidade muito grande vestir essa camisa. Que esse ano possa ser um ano de conquistas". Régis Potiguar, volante, 27 anos.

"Acompanhei o Maílton aqui, seu desempenho nos jogos, sei o grande jogador que ele é e o papel que fez aqui. Acho que a pressão existe em todo lugar e espero corresponder no mais alto nível possível e apresentar um grande futebol com a camisa do Operário. [No Coritiba,] comecei jogando bastante o Paranaense e infelizmente depois torci o tornozelo. Eu estava competindo com dois grandes jogadores e por isso não tive sequência". Sávio, lateral direito, 23 anos. 

"Jogando contra, senti a pressão da torcida, sei a importância que tiveram a favor. Agora estou do lado de cá e quero corresponder as expectativas de todos. Foi feito um projeto e nesse projeto vamos em busca do acesso à Série A. Sabemos das dificuldades, mas no projeto que passaram para mim vamos brigar em todas as competições, no Paranaense também - chegar firme para ser campeão". Danilo, zagueiro, 28 anos.

"Estou feliz pela oportunidade dada pelo Operário e espero estar correspondendo, para que façamos um bom ano e possamos dar felicidade ao nosso torcedor e à gestão do clube. Sou um jogador de força, de bola aérea boa, gosto de aproveitar o máximo quando tem oportunidade em bola parada. Sei que não é fácil mas estamos nos preparando e espero estar fazendo uma grande temporada. Espero evoluir aqui no Operário". Rafael Bonfim, zagueiro, 28 anos.

"Eu e o Rafael Bonfim temos basicamente as mesmas características - força, boa bola parada, boa bola aérea. Procuro ser o mais simples e seguro possível. Trabalhamos em uma zona do campo em que a margem de erro é pequena. Espero que seja um grande ano, que possamos buscar os nossos objetivos e obter sucesso". Douglas Nascimento, zagueiro, 24 anos.

"O Operário, nestes últimos anos, vem tendo um crescimento muito grande, de visibilidade e de futebol. Está expandindo, e eu quero fazer parte desse crescimento. É um momento da minha carreira que tenho que mostrar serviço para alcançar coisas maiores no futuro. Times que estão há muitos anos na Série B, Série C, não conseguiram conquistar o que o Operário conquistou. Coloquei na minha cabeça que quero fazer parte desse projeto e eu ajudando o Operário, automaticamente o Operário vai me ajudar". Douglas Coutinho, atacante, 25 anos. 

"A expectativa é grande. Chegamos em um clube que tem tudo e que tem toda a estrutura para fazer um grande campeonato. Estamos focados, vamos fazer o melhor agora no Paranaense e depois pensar no Brasileiro. Trabalhamos todos os dias para isso". Hector Bustamante, atacante, 24 anos.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC