Presidente do Grupo Gestor fala sobre negociações e vai e vem de jogadores

Léo Gamalho, Didira, Anderson Aquino e Biteco estiveram na mira do OFEC

Presidente do Grupo Gestor fala sobre negociações e vai e vem de jogadores

Álvaro Góes, presidente do Grupo Gestor do Operário, falou em entrevista coletiva sobre os desafios na fase de contratações - Foto: José Tramontin

PublicidadeNEC

Depois de anunciadas as contratações do atacante Jefinho e do lateral direito Felipe Mattioni, o Operário Ferroviário encerra o período de contratrações para a temporada 2020. Segundo o Presidente do Grupo Gestor, Álvaro Góes, nenhum outro novo jogador deve chegar ao clube antes da estreia no Campeonato Paranaense. Pode acontecer alguma contratação durante o campeonato, mas não está prevista. 

Analisando o time formado e as negociações feitas para esta temporada, Álvaro lamentou as peças que eram desejo do clube mas acabaram escapando. "Tiveram dois ou três jogadores que tínhamos interesse, acertou e voltou atrás. Pessoas que não tem palavra é difícil de lidar, você fala uma coisa, esta certo e depois é outra coisa", desabafa.

O atacante Léo Gamalho e o meia Didira estavam entre os alvos da diretoria, que chegaram a ser contatados mas não acertaram. "O próprio Léo Gamalho, nós estávamos trabalhando em cima e não deu resposta, já acertou com outro time. Didira, que foi para o Santa Cruz, quatro vezes acertamos e não veio. Tiveram jogadores que mostraram interesse e realmente não deram certo, e não foi por problema fonanceiro, porque o Operário estava disposto a pagar para trazer, foi por opção do jogador e do empresário", explica o presidente.

Álvaro ainda citou nomes de jogadores que ainda são opções, mas não avançaram nas contratações: o atacante Anderson Aquino e o meia Guilherme Biteco. Biteco tem histórico de contusões graves nos últimos três anos e foi oferecido por valor muito baixo ao Operário para se recuperar no clube. “Está nas mãos do Gerson”, diz Álvaro Góes sobre os dois atletas.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC