Gusmão: “não podemos nos conformar em não estar entre os 3 primeiros

Treinador afirma que grupo foi cobrado após derrota para o FC Cascavel

Gusmão, técnico do Operário, em coletiva antes do jogo diante do Rio Branco - Foto: José Tramontin/OFEC

Em coletiva de imprensa antes do jogo entre Operário e Rio Branco pela terceira rodada do Campeonato Paranaense, o técnico Gerson Gusmão, do Fantasma, apontou o objetivo esperado para o clube devido ao potencial técnico da equipe e o investimento da diretoria.

Questionado sobre cobranças ao grupo de jogadores após a derrota para o FC Cascavel por 1 a 0, o treinador afirmou que é necessário mirar o topo da tabela e garantiu que expôs aos atletas a necessidade de melhora no rendimento da equipe.

“O Operário hoje, e eu coloquei isso aos atletas, a gente não pode olhar para a tabela e aceitar ou se conformar não estando entre os três primeiros, pelo investimento, por onde o clube pode chegar”, aponta Gerson Gusmão.

O comandante alvinegro afirmou que, apesar de não ter expressado publicamente, o sentimento exposto após a derrota foi o mesmo de quando disse em coletiva, na sequência do revés diante do Londrina em jogo-treino, de que não se pode aceitar derrotas.

“A gente não pode se confirmar com derrota. Derrota é ruim sempre, seja ela em jogo-treino, amistoso e principalmente valendo três pontos. Talvez eu não coloquei na imprensa, mas a indignação e cobrança no vestiário foi nesse sentido”.

O Operário volta a campo nesta domingo (26), às 16h, no Estádio Germano Krüger, diante do Rio Branco. No último jogo entre as equipes, em 2019, empate em 1 a 1. O jogo foi realizado em Paranaguá.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!