Operário vence o Barbalha no Ceará e está na 2ª fase da Copa do Brasil

Alvinegro abriu o placar no 1º tempo e fez mais dois na segunda etapa

Operário vence o Barbalha no Ceará e está na 2ª fase da Copa do Brasil

O Operário superou o time cearense com gols de Bonfim, Jefinho e Bustamante - Foto: Divulgação

PublicidadeNEC

Na estreia da Copa do Brasil, o Operário Ferroviário venceu o Barbalha, do Ceará, por 3 a 0, e garantiu a classificação para a segunda fase da competição nacional. O Barbalha tentou pressionar no início do jogo, mas o Fantasma abriu o placar ainda no primeiro tempo com Rafael Bonfim, depois de cobrança de escanteio. Na segunda etapa, o alvinegro fez mais dois com Jefinho e Héctor Bustamante. Agora, o Operário aguarda o confronto entre América Mineiro e Santos do Amapá para saber quem será o seu próximo adversário na Copa do Brasil.

PRIMEIRO TEMPO 

Os donos da casa começaram o jogo para tentar buscar um gol já no início do duelo. Aos 3 minutos, Cléber, atacante destaque do time cearense, escapou da marcação e tentou entrar pela meia esquerda, exigindo chute providencial de Régis Potiguar, que conseguiu colocar para longe. Na sequência, o Barbalha saiu em contra-ataque e, dessa vez, foi Sávio quem teve que afastar. 

Aos 6 minutos, Cléber e Thiaguinho entraram na área para finalizar. A bola ficou pipocando entre tentativas de chute e cortes da defesa do Operário. A bola voltou para trás e, pouco tempo depois, o Barbalha tentou uma bola longa. O goleiro do alvinegro, André Luiz, precisou espalmar e defendeu duas vezes para salvar o Operário. 

O Barbalha continuou procurando trabalhar a bola no meio e arriscar na frente. Cléber, Thiaguinho e Caaporã eram os jogadores que mais davam trabalho ao Fantasma em seu campo de defesa, mas o Operário não demorou muito para se organizar e responder ao time mandante.

Aos 18 minutos, Sosa, no fundo, driblou um marcador e inicou a movimentação. O Operário começou a mostrar mais volume de jogo. Quando a bola passou da metade do gramado, Douglas Coutinho escapou de três marcadores para chegar ao ataque e passou para Bustamante. No fim do lance, o Operário ganhou falta. Na cobrança, Tomás Bastos colocou na área, a bola desviou em jogador do Barbalha e saiu para escanteio.

Na cobrança de escanteio, o cruzamento de Bustamante foi preciso. Rafael Bonfim subiu mais, e conseguiu abrir o placar para o Operário quando o cronômetro marcava 20 minutos. O gol deu força ao time ponta-grossense. Aos 25, Coutinho deu até chapéu para entrar na área, mas Diego Clemente chegou e fez o corte.

Mesmo mais cansado, o Barbalha teve a chance de empatar em vários escanteios, mas a defesa alvinegra tirava. Aos 41, André Luiz foi exigido e fez uma grande defesa depois de uma bola alçada na área. O Operário continuou tentando, principalmente nos contra-ataques, mas errou passes e lançamentos. A última oportunidade desta etapa foi aos 47, quando Cléber ajeitou para bater, Rafael Bonfim tirou e a bola sobrou no lateral do Barbalha, Alan, que se atrapalhou e acabou saindo pela linha de fundo com bola e tudo.    

SEGUNDO TEMPO

Com um gol de vantagem, o Operário Ferroviário voltou o mesmo para a segunda etapa e, aos 4 minutos, já ampliou o placar, para jogar mais aliviado o restante da partida. Foi Jefinho quem balançou as redes e fez seu primeiro gol com a camisa do Fantasma. A jogada começou com Sávio, pela direita, que esticou para Bustamante. O atacante colocou em Jefinho, que entrou com confiança, despistou o goleiro adiantado e fez 2 a 0 para o Fantasma.

Com isso, o técnico do Barbalha, Paulo Shardong, mudou dois de uma vez só e não demorou muito para fazer a terceira e última substituição. Mas o Operário ganhava do rival fisicamente e estava confiante - Jefinho chegou aos 12, mas estava impedido, Sávio levou perigo aos 16, mas ninguém alcançou no segundo pau.

Sem achar espaço, o Barbalha conseguia atacar apenas com bolas em Alan, lateral direito, mas nada que assustasse a defesa visitante. Alguns jogadores do Operário começaram a mostrar cansaço e preocuparam, mas aos 25 minutos, Héctor Bustamante aproveitou um passe errado do lateral do Barbalha, Sadrak, roubou a bola e arrancou com velocidade em direção à meta. Ninguém alcançou e, cara a cara com o goleiro Serjão, Bustamante fez o terceiro do Fantasma.

O resultado não acomodou o Operário. Aos 35 e aos 40 minutos, o Fantasma teve a oportunidade de fazer o quarto. Primeiro, Bustamante deixou Douglas Coutinho na cara do gol e, na finalização, a bola passou muito perto, mas foi para fora. Depois, Cleyton recebeu também de Bustamante e tentou de calcanhar, mas novamente a bola não entrou. A partida continuou no 3 a 0 até o apito final e, assim, o Operário conquistou a vaga para a segunda fase da Copa do Brasil 2020.  

PRÓXIMO JOGO

O Operário Ferroviário volta a jogar pelo Campeonato Paranaense neste domingo (9), pela 6ª rodada do Estadual, contra o PSTC. A bola rola às 16 horas, no Estádio Germano Krüger. O Operário aguarda o resultado do confronto entre Santos do Amapá e América Mineiro, às 20h30 desta quarta-feira (5), para definir o próximo adversário na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

Operário: André Luiz; Sávio, Rafael Bonfim, Sosa (Douglas Nascimento) e Danilo; Jardel, Régis Potiguar e Tomás Bastos (Rafael Chorão); Héctor Bustamante, Jefinho (Cleyton) e Douglas Coutinho. Técnico: Gerson Gusmão

Barbalha: Serjão; Alan, Diego Clemente, Leone (Léo Carioca) e Sadrak; Johnnatan, Thiago (Assiszinho), Da Silva, Carlos Caaporã, Denis (Rodrigão) e Cleber. Técnico: Paulo Shardong.

Cartões amarelos: Héctor Bustamante (OFEC); Clemente (BARBALHA)
Gols: Rafael Bonfim, aos 20' do 1º tempo, Jefinho, aos 4' do 2º tempo, e Bustamante, aos 25' do 2º tempo (OFEC)

Arbitragem: Jose Wellington Bandeira (árbitro); Katiuscia M Berger Mendonça e Paulo Peterson Rangel Casanova (assistentes); e Luciano da Silva Miranda Filho (4º árbitro)
Local/Data: Estádio Inaldão, em Barbalha | 05/02/2020

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC