Gersinho fala da postura para o jogo com o PSTC, que vive momento ruim

Adversário do OFEC nessa rodada é o lanterna no Campeonato Paranaense

Gersinho fala da postura para o jogo com o PSTC, que vive momento ruim

Gersinho frisa necessidade de cuidado mesmo com rival que ainda não pontuou - Foto: José Tramontin

O Operário Ferroviário enfrenta o PSTC neste domingo (9), às 16 horas, no Estádio Germano Krüger. Enquanto o alvinegro vem de uma vitória na Copa do Brasil e é o quarto colocado no Paranaense, o PSTC está na lanterna do Estadual e ainda não pontuou. Mesmo assim, o técnico Gerson Gusmão disse que o Operário vai jogar com respeito ao adversário e terá que ter cuidado. 

"A equipe do PSTC precisa pontuar de qualquer maneira para sair dessa adversidade. Sabemos que vamos encontrar uma equipe que está em uma posição ruim da tabela, em um momento ruim da competição, mas que vai tentar de tudo contra o Operário. Sabemos que um resultado positivo contra nós daria confiança, ânimo para o adversário, então não podemos nos descuidar em nenhum momento, fazer um jogo forte novamente", afirma. 

Em relação aos dois últimos jogos, no Paranaense e na Copa do Brasil, Gerson Gusmão sabe que o elenco pode melhorar no primeiro tempo para que faça jogos mais equilibrados e de menor pressão na etapa final. 

"A equipe está muito bem condicionada, muito bem preparada. Esse é um dos motivos que faz com que os adversários consigam ter um desempenho parecido no 1º tempo e no 2º tempo não consigam suportar o ritmo que a gente consegue exercer. Mas entendemos que precisamos melhorar mais no primeiro tempo e, se em algum momento, conseguirmos fazer o gol um pouco mais cedo, vai melhorar a performance, tirar um pouco da pressão e as coisas tendem a se desenvolver com mais tranquilidade. É uma situação que vamos estar melhorando para que façamos 'primeiros tempos' tão bons como temos feito 'segundos tempos'", explica. 

Depois de enfrentar o PSTC, o Operário fará dois jogos forá de casa, contra o Paraná Clube e o União. Voltando ao Germano Krüger, no dia 1º de março, pega o Athletico Paranaense. Para o treinador, a sequência não representa pressão, mas como em qualquer jogo em casa, o Operário precisa aproveitar o mando e garantir os três pontos. 

"A responsabilidade sempre vai ser do Operário jogando em casa, e já aprendemos a lidar com isso, é natural. Sem dúvida nenhuma, é muito importante hoje no futebol fazer o resultado em casa porque é muito difícil jogar fora. Quando você joga no seu domínio você conhece o campo, não precisa viajar, então você tem que dar um pouco a mais e fazer por merecer essa condição. Esperamos conseguir manter uma sequência boa aqui, que é importante na competição", finaliza. 

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!