Gusmão não faz mistério e indica escalação do Operário contra o Paraná

Única dúvida do treinador é no meio, mas Régis deve voltar à posição

Gusmão não faz mistério e indica escalação do Operário contra o Paraná

Treinador concedeu entrevista coletiva antes do treino desta sexta (14) - Foto: José Tramontin/ OFEC

PublicidadeNEC

O técnico do Operário Ferroviário, Gerson Gusmão, revelou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (14), a provável escalação do Fantasma para o jogo contra o Paraná Clube, que acontece neste domingo (16), às 18 horas, na Vila Capanema. Na partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Paranaense, Gerson voltará à escalação que entrou em campo na Copa do Brasil, contra o Barbalha. 

O treinador garantiu o retorno de Sávio e Sosa e falou que provavelmente Régis também seja titular - esta é a única dúvida do comandante, por questão tática. Fábio também briga pela posição. "Dois jogadores com características um pouco diferentes, Fábio mais marcação, força e juventude, Régis também é de força mas é mais do passe longo, finalização, bola aérea tanto defensiva quanto ofensiva. Vamos pensar bem jogo a jogo qual aquele que se encaixa mais. Régis tem uma complexidade física maior então precisa estar sempre em uma forma boa, a sequência de vários jogos deixou ele com um desgaste grande", explica.

Assim, a equipe inicial do Operário deve ser formada por André Luiz; Sávio, Rafael Bonfim, Sosa e Danilo; Jardel, Régis Potiguar (Fábio) e Tomás Bastos; Douglas Coutinho, Jefinho e Hector Bustamante. 

Apesar de indicar o time titular, Gersinho ressaltou que a postura da equipe é construída jogo a jogo de acordo com as características de cada rival. "Mudança tática e de posicionamento sempre tem, em todo jogo tem alguma coisa diferente. Às vezes com a mesma escalação parece que a equipe joga completamente igual e não é assim. Existem variações dentro da mesma escalação. O que temos que procurar fazer é observar bem os adversários e procurar armar uma equipe para quando estiver sem a bola já esperar o que o adversário vai fazer", afirma.

Sobre o rival da 7ª rodada, Gusmão reconhece a necessidade do cuidado com a velocidade e as infiltrações na área, e contará com a experiência do elenco alvinegro: "É uma equipe jovem, rápida, de transição muito veloz, e até por isso achamos que vamos ter um pouco mais de espaço para atacar também, mas é um jogo perigoso. Quando se joga contra uma equipe jovem ela arrisca um pouco mais, infiltra na área sem qualquer preocupação de retorno. Temos que usar a experiência para quebrar esse ritmo". 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC