Operário conversará com o CREA para ajustar acessibilidade do GK

Estádio ainda não tem sinalização para cegos e cadeiras para obesos

Operário conversará com o CREA para ajustar acessibilidade do GK

Estádio Germano Krüger passou por fiscalização de uma equipe do Crea-PR - Foto: Divulgação

Depois de uma fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) no Estádio Germano Krüger, o Operário Ferroviário fará contato com a instituição para pensar em ajustes de acessibilidade na casa do Fantasma. O relatório feito pelo Crea a pedido do Ministério Público do Paraná (MPPR) identificou que o Estádio não está totalmente adaptado para receber pessoas com deficiência. 

Analisando calçadas, acessos, estacionamento, sanitários, rampas, escadas de arquibancadas e outros itens de acessibilidade, a equipe de fiscalização apontou que o estádio deixa a desejar em sinalização tátil para deficientes visuais e em cadeiras para pessoas obesas. 

"Vieram fazer a vistoria e fomos informados que depois do carnaval iriam nos procurar para informar o que teríamos que fazer em termos de adequação. Com certeza, tudo que pedirem nós vamos cumprir. Mas até então não tivemos uma conversa deles direto conosco", afirma o gerente de operações do Operário, Jonathan Molodowiski. 

A avaliação cumpre a Norma ABNT NBR 9050. Apesar das adequações que serão exigidas, a equipe de engenharia do Crea viu evolução na acessibilidade do estádio em relação a última verificação, feita em 2011. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!