Atletas do Operário Ferroviário falam sobre a pandemia do coronavírus

Clube alvinegro interrompeu as atividades por uma semana

Atletas do Operário Ferroviário falam sobre a pandemia do coronavírus

Rodrigo Viana e Lucas Batatinha concederam entrevista coletiva na segunda (16) -Foto: José Tramontin/OFEC

A pandemia de COVID-19, coronavírus, fez com que a Federação Paranaense suspendesse o Estadual por tempo indeterminado. A princípio, os treinos do Operário Ferroviário continuariam, mas ao fim da tarde de segunda-feira (16), o clube divulgou que todas as atividades estão paralisadas nesta semana. 

Em coletiva antes da divulgação oficial da decisão, Rodrigo Viana e Lucas Batatinha falaram sobre a situação que o futebol - e o país - enfrenta com a doença. 

"É uma situação atípica, uma situação que não esperávamos passar, mas ela se apresentou e teremos que achar a melhor solução possível para esse momento. Ficamos meio sem saber o que fazer ainda porque você não tem noção se vai parar por dez dias, por quinze, por um mês", afirma Rodrigo Viana. "No nosso convívio, a gente procura fazer o que o Ministério da Saúde tem informado, ficar mais tempo em casa, ter cuidados de higiene", conta o goleiro.

"Tenho amigos que vão ficar sem emprego, já passei por essa situação e sei o quanto é difícil", complementa Lucas Batatinha. "Está acontecendo, vamos ter que aguardar. Por um lado, vai ser melhor para a recuperação dos atletas que estão no DM e para nos fortalecermos, fortalecer o nosso corpo", afirma. 

O Operário deve voltar aos trabalhos no dia 23 de março, dependendo do panorama do vírus na cidade. Todos os times do Estadual interromperam as atividades neste momento. As quartas de final do Paranaense não tem data prevista.  

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!