Clubes temem não receber repasses do DAZN na paralisação do Estadual

Com sete jogos a menos, empresa de streaming pode renegociar valores

Clubes temem não receber repasses do DAZN na paralisação do Estadual

Campeonato Paranaense foi paralisado após o fim do primeiro turno do Estadual - Foto: João Vitor Rezende

A plataforma via streaming DAZN, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Paranaense 2020, pode não seguir com os pagamentos das parcelas das cotas até a data combinada. Isso porque, com a propagação do coronavírus, além de nenhuma previsão de quando os jogos vão retornar, existe ainda a possibilidade de a competição ser cancelada. Caso isso aconteça, pode ser feita uma renegociação.

O DAZN paga em torno de 370 mil reais líquidos a cada clube do Paranaense: Athletico, Cascavel CR, FC Cascavel, Cianorte, Coritiba, Londrina, Operário, Paraná Clube, PSTC, Rio Branco, Toledo e União. A divisão é igualitária e os repasses são parcelados. Para os clubes 'menores', esta é praticamente a única renda garantida neste início de ano - e já teve redução em 2020 comparada a anos anteriores. 

São catorze transmissões a menos na conta da empresa: oito jogos das quartas de final, quatro jogos das semifinais e dois jogos da final. O assunto da paralisação dos repasses mensais e da solicitação de uma possível renegociação é discutido internamente. Procurada, a assessoria do DAZN não nos deu retorno.

O presidente do Grupo Gestor do Operário, Álvaro Góes, se posicionou: "Eu acho o seguinte, contrato é contrato. Eles tem que pagar. Ficou só a reta final. Se está difícil para nós imagine para os times do interior [sem calendário] se não pagar nem os valores das cotas de TV. Aí que vai piorar de vez a situação. A Federação teria que assumir", afirma. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!