Enquanto times aguardam retorno da FPF, repasse da DAZN segue atrasado

Clubes acusam atraso no pagamento por parte da plataforma de streaming

Enquanto times aguardam retorno da FPF, repasse da DAZN segue atrasado

Paranaense foi suspenso após a realização da 1ª fase do campeonato - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) retoma as atividades nesta segunda-feira (13) após um período de férias coletivas. O orgão terá decisões importantes pela frente. Além da confirmação sobre a realização ou não da segunda fase do Campeonato Paranaense, a FPF será acionada para falar sobre o pagamento das cotas dos direitos de transmissão por parte da plataforma de streaming DAZN. 

A empresa foi procurada pela equipe do Net Esporte Clube duas vezes desde o dia 26 de março até a publicação desta reportagem, mas não quis falar sobre o assunto. A DAZN teria interrompido os repasses com a suspensão dos jogos, por não ter uma garantia da continuidade do campeonato. Sem a segunda fase, seriam 14 jogos a menos para serem transmitidos pela plataforma.

Entre os oito times classificados para a segunda fase do Paranaense, Athletico e Coritiba pertencem à Série A do Brasileirão; Coritiba, Operário e Paraná Clube jogam a Série B; Londrina vem da Série B de 2019 e disputa a Série C em 2020; por fim, Cianorte e FC Cascavel disputam a Série D. O Rio Branco é o único entre os oito que não tem calendário a nível nacional.

Para estes três últimos times, a situação financeira é menos confortável e os efeitos da paralisação dos pagamentos da DAZN são maiores. Os três confirmaram ao Net Esporte Clube que não estão recebendo os repasses. A diretoria do Rio Branco disse que, além de ter sido interrompido o pagamento, o clube não recebeu nenhuma justificativa ou resposta sobre o repasse não feito. Quando a suspensão dos jogos do Estadual foi iniciada, o Rio Branco, já sabendo do quadro econômico do clube, dispensou o técnico Tcheco e os atletas. O Cianorte também disse, por meio de sua assessoria, que procurada, a Federação não informou nada ao time até agora. 

O presidente do Grupo Gestor do Operário, Álvaro Góes, disse, com tranquilidade, que o pagamento da DAZN será feito. Góes acredita e apoia a continuidade do Paranaense com os jogos da segunda fase a partir do mês de maio. 

A cota acertada com a DAZN foi de 370 mil reais para cada clube do Paranaense. O pagamento está sendo feito em quatro parcelas de 92,5 mil reais. O valor em cheque é referente às duas últimas frações, uma que vencia em março e outra a vencer em abril. 

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) volta a trabalhar na próxima segunda-feira (13). O órgão estava em férias coletivas por conta da pandemia de coronavírus.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!