Reunião deve definir expectativa de retorno do Operário ao Paranaense

Federação Paranaense dará uma resposta aos clubes nos próximos dias

Reunião deve definir expectativa de retorno do Operário ao Paranaense

Operário suspendeu atividades presenciais há dois meses, no dia 16 de março - Foto: João Vitor Rezende

O Operário Ferroviário e os demais clubes que vão disputar a segunda fase do Campeonato Paranaense esperam uma resposta da Federação Paranaense de Futebol (FPF) para saber se o retorno dos treinamentos e do campeonato está próximo ou não de acontecer. Segundo o presidente do Grupo Gestor do Operário, Álvaro Góes, Federação e Governo terão uma reunião nesta sexta-feira (15) e, em seguida, os clubes devem receber informações. 

O Operário completa neste sábado (16) dois meses desde o anúncio de paralisação das atividades por conta da pandemia de coronavírus. Nesta última semana, o clube elaborou um plano de ação e treinou funcionários pensando em uma possível volta de atividades presenciais. 

No plano de ação divulgado pelo Operário, o clube informou que atletas e membros da comissão técnica que não realizarem a quarentena de 14 dias em Ponta Grossa serão submetidos ao teste de diagnóstico para o coronavírus no retorno das atividades. A equipe NEC questionou o clube sobre o motivo de não serem testados todos os atletas e perguntou se há algum tipo de acompanhamento dos jogadores que estão em Ponta Grossa em relação à COVID-19, mas não obtivemos retorno.

O presidente Álvaro Góes confirmou ao Net Esporte Clube que torce pela volta dos jogos em breve. Em entrevista ao Portal Banda B, o presidente disse que a questão financeira do clube terá um 'rombo' caso o calendário não volte ao normal em dois ou três meses. 

 

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!