Saúde autoriza volta dos treinamentos presenciais dos clubes no Paraná

Aval da Secretaria ainda não prevê permissão para a disputa de jogos

Saúde autoriza volta dos treinamentos presenciais dos clubes no Paraná

Federação estipula prazo mínimo de três semanas para treinamentos - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

O Campeonato Paranaense está mais próximo de ser retomado. Nesta segunda-feira (25), a Secretaria de Saúde do Governo do Estado deu aval para a volta dos treinos presenciais das equipes profissionais. Porém, a medida ainda não prevê data para a disputa de amistosos e partidas oficiais.

A autorização acontece 71 dias após a competição ser paralisada, logo após a disputa da 11ª rodada da primeira fase, a última antes do fim da primeira fase. Na semana passada, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) já havia finalizado o protocolo e encaminhado para aprovação ao órgão do Governo estadual.

“Foi um bom senso. Temos um campeonato com seis rodadas pra terminar, vão seguir todo o protocolo a ser feito e, no nosso entendimento, correm menos riscos que outros segmentos liberados. Há o interesse dos clubes em preservar o patrimônio, que são seus atletas, e dos próprios atletas em visar sua integridade física. Há uma necessidade das duas partes e entendemos que todos vão se cuidar para fazer um bom trabalho”, afirma o presidente da FPF, Helio Cury.

De acordo com o dirigente, os clubes precisarão de ao menos três semanas para treinamentos. Só a partir daí, analisando o contexto do panorama do coronavírus no Paraná, será possível determinar uma data para o início dos jogos. “Temos que partir de uma premissa que a Secretaria tem de ter bom senso, pois nós dependemos do dia a dia, as coisas têm que ser gradativas. Seria prematuro já definir tudo. O protocolo diz que precisamos de 18 a 22 dias para treinamento dos atletas, primeiro individualmente e depois nos coletivos, e dos árbitros. Se tudo correr bem, temos tudo favorável. Se tivermos um agravamento da pandemia no estado, a situação será mais complexa e isso terá de ser repensado”, explica Cury.

Mesmo antes da confirmação, o Coritiba já havia voltado a treinar em seu CT na manhã desta segunda. Na semana passada, o Coxa testou 50 atletas e membros da comissão técnica, e, segundo o clube, nenhum exame aferiu diagnóstico de COVID-19. Operário, Athletico, Paraná e Londrina estão entre os times que já estavam mantendo atividades de seus atletas, mas de forma remota.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!