Federação PR volta de férias e anuncia recesso que pode durar 60 dias

Presidente e setores essenciais da FPF vão trabalhar das suas casas

Federação PR volta de férias e anuncia recesso que pode durar 60 dias

Campeonato Paranaense, parado ao fim do 1º turno, não tem previsão de retorno - Foto: João Vitor Rezende

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) e seus funcionários voltaram aos trabalhos na última segunda-feira (13) depois de três semanas de férias coletivas. Nesta quarta-feira (15), a entidade anunciou recesso sem previsão de retorno, que poderá durar até dois meses.

Isso não significa que o Estadual não possa voltar até 15 de junho. Como trata-se de um recesso, os funcionários podem ser acionados para voltarem às atividades presenciais em menos tempo, a depender das orientações das autoridades de saúde e dos órgãos competentes do futebol. 

O presidente da FPF seguirá em contato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e com os clubes paranaenses para debater o futuro do futebol. Os setores considerados essencias, de assessoria, de finanças e de registro, também continuarão trabalhando quando necessário de suas residências, em serviço home office.  

Nesta quarta-feira (15), o presidente da Federação, Hélio Cury, em entrevista à rádio Transamérica, de Curitiba, reconheceu a melhor situação do Paraná em relação aos outros estados mas disse que segue disposto a fazer com que o campeonato termine dentro de campo. "É o posicionamento da Federação Carioca, da Mineira, da Gaúcha, não só o nosso. A única maneira de que não aconteça mais o campeonato é se nós chegarmos lá em julho, agosto, setembro, e a coisa continuar da forma que está. Aí acaba tudo, não só o Estadual. Mas a princípio continuamos com a mesma filosofia", afirmou. 

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!