Atletas e técnicos de Ponta Grossa fazem adaptações em meio à pandemia

Modalidades alteram rotinas para evitar contágio pelo coronavírus

Atletas e técnicos de Ponta Grossa fazem adaptações em meio à pandemia

Rotina de medalhas e conquistas foi freada com a pandemia da Covid-19 - Foto: Divulgação

Com a pandemia do Novo Coronavírus, centenas de eventos esportivos foram adiados ou cancelados no país. Técnicos e atletas que participam dos jogos representando Ponta Grossa conseguiram neste período a retomada das atividades em parte. Os treinos remotos - em plataformas virtuais - estão sendo os mais comuns na rotina dos praticantes. Outros individualizam as movimentações, evitando assim as aglomerações.

Cada modalidade encontrou uma forma para continuar e os treinadores mantiveram as equipes repassando todo o conteúdo necessário para essa adaptação (o popular 'novo normal'). Os cuidados são redobrados na prevenção à Covid-19.

Veja abaixo como técnicos e atletas ponta-grossenses estão neste momento de pandemia e como são os treinos para diferentes modalidades. Há dificuldades? Houve mudanças? Quais as novas etapas? Qual a expectativa?

ATLETISMO

"Estamos com grandes desafios devido aos espaços, pois a preparação física do atletismo requer espaços grandes para os tiros de velocidade e as provas do meio fundo e fundo, além dos lançamentos. Estamos nos virando com treinos em casa com uma planilha de treinamento que está sendo repassada diariamente aos nossos atletas. Alguns treinos são repassados através de vídeos. Outra dificuldade nossa é selecionar novos atletas, pois não podemos aplicar testes e selecionar novos talentos". (Bruno Franco - Técnico do Atletismo Masculino).

GINÁSTICA RÍTMICA

"Elas estão conseguindo fazer. Algumas mais desanimadas que outras, afinal de contas tem muita coisa que não podemos treinar online como os lançamentos e manejo de alguns aparelhos. Mas elas estão se esforçando na medida do possível e sempre peço para postarem parte do que estão fazendo. Estamos seguindo em frente e vamos fazer uma mini-competição interna online artística. E já estamos preparando nosso festival de fim de ano que, infelizmente, será online". (Rebeca Assunção - técnica).

BASQUETE

"No momento estou na minha cidade por conta da pandemia. Estou cuidando mais da minha parte física e voltando agora com a parte técnica para depois voltar ao time com a parte tática. Torcendo para que volte logo os treinos e os campeonatos". (Wilsinho - armador do NBPG).

"O protocolo usado para o Adulto de retomada é o mesmo da base, porém quem assina e se responsabiliza pelos atletas da base são os responsáveis. A mesma reunião que terá para o Adulto sobre apresentação do protocolo de retomada terá para a base também. Em relação à equipe masculina Adulto, houve uma apresentação do protocolo de retomada, que será enviado à Secretaria do Estado, para ver a posição da Secretaria a respeito dessa retomada. Enquanto isso, aguardamos a reunião do dia 14, ainda sem definições". (Milos - técnico do NBPG Adulto e Base).

CARATÊ

"Logo no comecinho da pandemia, quando tudo parou, a gente deu uma estacionada. Os treinos da equipe diminuíram, ficaram parados umas duas semanas. Logo depois já voltamos com o treinamento normal e tomando os devidos cuidados: distanciamento, máscara, álcool em gel. Eu continuei com meus treinamentos individuais também e não parei até agora, pois tem que estar focado. Eu não posso deixar meu rendimento cair e não posso deixar que isso afete meu psicológico. Então tenho que manter a minha linha, o meu nível, rendimento constante e por isso não parei em nenhum momento. Estou focada nas competições do ano que vem já. Serão competições muito importantes. Não posso ficar despreparada quando tudo voltar ao normal". (Brenda Garret - atleta).

TAEKWONDO

"Está difícil nas academias. A maior parte está parada. Não estão treinando com receio da Covid-19. Eu estou passando vídeos, conversando, mas confesso que não está sendo fácil para eles de forma online". (Josiane Rodrigues- técnica)

VÔLEI DE PRAIA

"Estamos fazendo o possível até mesmo porque tenho atletas aqui em Ponta Grossa e em outra cidade. Agora os pais estão liberando aos poucos. Tem possibilidade de voltarmos a treinar na academia". (Spy - técnico).

FUTSAL

"Sempre mantive contato com as meninas. Nós mantivemos o grupo e já tínhamos competições. Agora temos uma planilha de treino no grupo. Elas marcam um determinado dia e fazem via 'meet' os treinos para serem postados". (Márcio Oliveira - técnico no futsal feminino).

VÔLEI DE QUADRA

"Desde quando iniciou a pandemia mantive contato com as meninas. Fizemos alguns treinos online e algumas reuniões também. Demos um tempo em decorrência das atribuições da maioria das meninas em relação à escola, trabalhos, provas. Retornamos semana passada com uma reunião e essa semana também mais uma. Na próxima voltamos com alguns treinos, mas tudo online por enquanto". (Felipe Hilgemberg - técnico do vôlei feminino).

"Fizemos reuniões com os meninos para definirmos os horários e atingirmos a maioria. Infelizmente não são todos os treinos que conseguimos atingir a maior parte dos atletas devido a outros compromissos com aulas. Apesar disso, a adaptação foi tranquila. Estamos trabalhando aspectos físicos, técnicos e táticos. Além de sempre estarmos trazendo profissionais das mais diversas áreas para palestras. Já trouxemos uma psicóloga esportiva, por exemplo. Estamos acertando com nutricionista e fisioterapeuta também". (José Laury- técnico do voleibol masculino).

XADREZ

"Os treinos não podem parar caso eu tenha vontade de manter os bons resultados quando retornar os torneios presenciais. Com o apoio da cidade fica mais fácil. Foi adicionado os treinos da equipe do Juventude. Além desses treinos, mantenho um cronograma diário. Consigo treinar e manter os estudos em dia". (Leonardo Herai Borges - atleta).

"Estamos fazendo os treinos com auxílio dos livros e com partidas online também. Para o xadrez, os treinamentos neste momento estão concentrados em estudos teóricos e práticos online. Conseguimos analisar as partidas e ter a participação dos alunos nos debates, organizando também a participação nos eventos online da CBX". (Lucas Borges- técnico).

TÊNIS

"Estou fazendo os treinos normalmente. Seguimos todas as recomendações, mas estamos treinando". (Anderson Nahorne - técnico/professor do feminino e masculino).

HANDEBOL

"É difícil se adaptar, mas estamos treinando em vídeo e isso está ajudando muito. Tentar manter o físico é complicado, mas com os treinamentos desta forma está bem mais fácil. A maior dificuldade é porque o nosso esporte é na areia e isso não tem como ter em casa". (Emily - atleta).

"Estamos nos adaptando, pois sem competições previstas neste ano a motivação fica muito a desejar. Estamos nos mantendo em forma, fisicamente e com um trabalho de coordenação (para não perdermos a velocidade e a agilidade). Estamos procurando nos adaptar da melhor forma possível, mesmo num período tão difícil para todos nós". (Sandro Alves de Lara - técnico do masculino).

NATAÇÃO

"Estamos usando a academia divididos em pequenos grupos e com limitação de idades. Estamos treinando bem, mas competição não há previsão até setembro. Talvez outubro ou novembro tenhamos algo". (Alexandre Pina - técnico).

"Os treinos estão indo bem. Não são a mesma coisa que antes, mas me adaptei bem apesar de não estar 100% satisfeito". (Yohan Rigoni de Moraes - atleta).

CICLISMO

"Continuo treinando normalmente, mas evitando lugares com bastante gente e indo com três pessoas no máximo. Sempre levamos as máscaras e sempre são com as mesmas pessoas, com a equipe no caso". (Emanuelle Broniski - atleta).

"Durante o período de início da pandemia, estávamos treinando duas vezes por semana na estrada - treinamento específico com a bike - e duas vezes por semana em um estúdio - com treinamento complementar, força. Agora, com as liberações, vamos buscar ampliar os treinamentos específicos". (Mauro Ricetti Paes - técnico).

* Com informações da Assessoria

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!

Compartilhe essa notícia com seus amigos!