PublicidadeNEC

Talita é a primeira ciclista que treina em PG a chegar à seleção

Cidade já teve outros 2 representantes, mas que atuavam por outro estado

Por: ‎Emmanuel Fornazari em 01/05/2018 00:17:33 atualizado em 18/11/2018 03:11:48

Talita é a primeira ciclista que treina em PG a chegar à seleção
Talita Oliveira chega à seleção de ciclismo com apenas 21 anos - Foto: Raylane Martins
Apenas 21 anos de idade e muita história para contar, e tudo isso sobre duas rodas. Ter nascido já em cima da bicicleta seria demais, no entanto, ver a trajetória de vida se confundido com os raios que rodam quilômetros e mais quilômetros é mais do que treinamento, é realização.

A ponta-grossense que era acordada pelo pai às 4 horas da manhã para pedalar na adolescência, hoje é a primeira ciclista da cidade - incluindo homens - a chegar à seleção brasileira mantendo os treinos diários no município.

A cidade já teve outros dois representantes, mas que precisaram deixar Ponta Grossa para competir em alto nível por outros estados do país, e assim atingir o ápice da carreira de qualquer atleta: defender as cores da pátria em uma competição internacional. Antônio Carlos Silvestre na década de 80/90, e Maurício Knapp em 2010 foram os nomes da modalidade até o surgimento de Talita Oliveira.

A inspiração para chegar ao selecionado verde e amarelo é paterna. "Meu pai é meu maior incentivador. Era ele que me acordava de madrugada para treinar, não me deixando desanimar, nem perder o foco. Quando soube da convocação, era para ele quem eu queria contar primeiro", aponta.

"[texto_aspas]" A jovem precisou superar uma lesão inédita tempos antes da lista da seleção. Talita caiu durante uma prova e trincou o osso do braço. "Fiquei um mês parada. Com a minha queda, eu aprendi muito. Eu acabei me superando novamente", crava. 

A convocação veio com uma recompensa, mas principalmente, reconhecimento. A atleta vai disputar o Campeonato Pan-Americano na Argentina, até 06 de maio, na cidade de San Juan. Uma oportunidade para aprender mais com atletas de renome internacional, dentro e fora de seleção. "Uma conversa que seja já a tornará ainda melhor", aponta o técnico Mauro Paes.

É um passo importante para que a ponta-grossense de raiz atinja o maior sonho. "Eu espero um dia chegar nesse nível de disputar uma Olimpíada. Talvez não seja nessa agora (Tóquio 2020), mas na próxima quem sabe (Paris 2024)".

Ao concretizar este feito, a ciclista irá levar na bagagem, ao menos, os títulos de campeã do ranking nacional 2017; campeã do Desafio de Salvador; Campeã da segunda etapa do Campeonato Paranaense; Campeã da segunda etapa do Iron Monster; além de segundos e terceiros lugares de destaque em competições nacionais.  

Estudos em dia

Em meio a toda esta rotina de treinamentos e competições, Talita Oliveira também não larga outro objetivo: ter um diploma de ensino superior. A esportista estuda Educação Física na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e está no terceiro ano.

"O conhecimento que eu adquiro vai me ajudar a melhorar ainda mais meu rendimento. Sempre quis unir as duas coisas", aponta. Além disso, a faculdade é uma das razões que a faz permanecer treinando em Ponta Grossa, mesmo com convites para representar outras federações. 

Com patrocinadores que sustentam a manutenção do projeto na cidade, Talita representa centenas de atletas que engrandecem o nome de Ponta Grossa pelo país e pelo mundo, mas que na maioria das vezes ficam à margem do reconhecimento e da visibilidade necessários para ampliar o caráter transformador do esporte.

Conheça mais de Talita Oliveira na entrevista especial para o Destaque NEC

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Ponta-Grossa/6031/Talita-e-a-primeira-ciclista-que-treina-em-PG-a-chegar-a-selecao" data-text="Talita é a primeira ciclista que treina em PG a chegar à seleção">
PublicidadeNEC