Em ano de nova categoria, Brenda Garret começa a integrar o ciclo pré-olímpico

Aos 16 anos, atleta ponta-grossense quer seguir como destaque nacional

Em ano de nova categoria, Brenda Garret começa a integrar o ciclo pré-olímpico

Atleta Brenda Garret é destaque no Karatê de Ponta Grossa e projeta futuro olímpico para a carreira - Foto: Arquivo Pessoal

PublicidadeNEC

Desde a primeira semana do ano a carateca ponta-grossense, Brenda Garret, treina regularmente pensando no calendário de competições de 2019. Neste ano, Brenda muda de categoria. A transição do nível de cadetes para juniores permite que ela passe a disputar o ciclo pré-olímpico de karatê.

A lutadora vai participar de uma série de campeonatos e seletivas com o objetivo de integrar a seleção brasileira de karatê e a seleção brasileira escolar. A intenção é se consolidar em nível nacional.

“Esperamos que ela tenha o mesmo êxito do ano passado e entre nas duas seleções, tanto na Federação de Desporto Escolar como na Confederação Brasileira de Karatê, para representar o time do Brasil em competições internacionais”, explica o treinador e pai, Anderson Garret.

Com idade para participar, Brenda fará o possível para estar no ciclo pré-olímpico. Provavelmente encontrará as melhores atletas do país, o que tende a acrescentar bagagem à carreira da carateca. Mas para chegar onde almeja, ela depende também de investimentos financeiros.

“Queremos conseguir grandes parceiros para investir nela e no nosso sonho, que é chegar às Olimpíadas e estar representando nosso país. Sei que será uma batalha, não vai ser fácil, mas a Brenda estará, com certeza, presente em diversos eventos buscando colocação“, crava o técnico da lutadora.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!