CARTOLA FC
Participe da liga da Conceito Imóveis e concorra a prêmios semanais
PublicidadeNEC

Atleta de PG elabora rifa para competir pela primeira vez no fisiculturismo

Aos 20 anos, Isabela tenta arrecadar recursos para estrear na modalidade

Por: Raylane Martins em 21/01/2019 08:10:00

Atleta de PG elabora rifa para competir pela primeira vez no fisiculturismo

Isabela conheceu o fisiculturismo na academia que frequenta e por meio de atletas da modalidade - Foto: Arquivo Pessoal

Atleta de PG elabora rifa para competir pela primeira vez no fisiculturismo

Envolvida no mundo do esporte desde criança, Isabela Dzulinski já praticou natação, ginástica rítmica, handebol e uma série de modalidades, mas é no fisiculturismo que tem testado os próprios limites. Para estrear em uma competição oficial, a atleta precisa arrecadar os recursos necessários até o mês de março.

O interesse pelo fisiculturismo começou aos 17 anos, quando iniciou os treinos ao lado de pessoas que já estavam inseridas na área. Isabela frequentava academias desde os 15 anos. No início era só pela prática do exercício físico. A inspiração para embarcar de vez na modalidade foi a atleta Ana Etz.

O primeiro passo, além dos treinos diários de musculação e aeróbicos, foi buscar um preparador físico e nutricionista direcionado para o fisiculturismo. Isabela faz acompanhamento online e é instruída para treinamentos e alimentação específica de acordo com a fase de preparação. Existem quantias certas de refeições por dia e pesos exatos para todas elas.

Isabela pretende estrear no fisiculturismo no dia 29 de março, em uma Copa que acontece em Curitiba e é classificatória para o Campeonato Paranaense. Competindo com atletas da federação dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul pela categoria Bikini Fitness, Isabela precisa ficar entre as seis primeiras colocadas do Paraná para conseguir a vaga no Estadual.

RIFA PARA CONSEGUIR O OBJETIVO

Universitária de um curso de período integral, mas disposta a chegar à competição, Isabela decidiu elaborar uma rifa no valor de 2 reais para custear o campeonato. “A rifa foi uma ideia minha para poder arcar com os custos. As pessoas que me auxiliam nesse momento estão me ajudando a consolidar o meu sonho, pois sozinha não teria o dinheiro necessário para conseguir competir. No total, gastaria em média mil reais”, conta Isabela.

O valor alto para competir envolve filiação, inscrição no campeonato, traje específico em pedrarias, pintura corporal, maquiagem, cabelo, deslocamento, entre outros gastos da atleta na capital do estado.

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Ponta-Grossa/7280/atleta-elabora-rifa-para-estrear-em-competicao-de-fisiculturismo" data-text="Atleta de PG elabora rifa para competir pela primeira vez no fisiculturismo">
PublicidadeNEC