Sob protestos por salários atrasados, Caramuru perde para o SESC na Arena

Jogadores utilizaram faixa verde no braço e abdicaram do primeiro ponto

Sob protestos por salários atrasados, Caramuru perde para o SESC na Arena

Jogadores usam faixa verde no braço durante jogo contra o SESC para protestar por salários atrasados no Caramuru - Foto: Diego Machado

PublicidadeNEC

O Caramuru Vôlei perdeu para o SESC-RJ na Arena Multiuso pela segunda rodada do returno da primeira fase da Superliga Masculina de Vôlei. Porém, não foi a derrota por 3 a 0, com parciais de 15-25, 14-25 e 18-25, que chamou mais atenção, e sim uma faixa verde usada pelos atletas em forma de protesto.

O grupo alega que os salários estão atrasados. Os jogadores do Caramuru, inclusive, abdicaram do primeiro ponto como forma de retratar a insatisfação. A primeira jogada do SESC não teve reação, com a bola pigando na quadra do Tigre, com os atletas observando a situação.

Segundo informações apuradas pelo Net Esporte Clube, os salários estão atrasados numa média de três meses. A reportagem entrou em contato com o diretor da equipe, Fábio Sampaio, para avaliar a situação, porém ele preferiu não comentar sobre caso neste domingo (20). Em entrevista à reportagem da Rede Massa após a partida, o atleta Gian confirmou que o protesto era por salários atrasados e divergências com a diretoria, mas preferiu não se alongar no assunto.

Reação da torcida

Os atletas entraram em quadra com a faixa verde, mas não houve um anúncio prévio aos torcedores ou imprensa sobre os motivos. Tanto é que os torcedores descobriram que se tratava de um protesto ao longo da partida, quando as informações começavam a se tornar públicas. Alguns inclusive postaram mensagens de apoio aos atletas em redes sociais tão logo tomaram conhecimento da situação, ainda durante a partida, na Arena Multiuso.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!