Fábio, técnico do PG Vôlei tem esperança de classificação na Superliga

Após a desistência do Sesc-RJ, somente uma equipe poderá ser rebaixada

Fábio, técnico do PG Vôlei tem esperança de classificação na Superliga

Hoje o time ponta-grossense tem nove pontos conquistados em vinte partidas - Foto: Amanda Dombrowski

Na noite da última quarta-feira (4) o Ponta Grossa vôlei foi novamente derrotado na Superliga. Desta vez o revés veio diante do Fiat Minas pelo placar de 3 sets a 2, na Arena multiuso. Com a derrota e mais um ponto somado, os ponta-grossenses permanecem na última colocação do campeonato com apenas nove pontos conquistados em 20 partidas.  

Mesmo com o resultado negativo, o treinador da equipe enalteceu o desempenho de seus atletas. “Esse é um grupo diferenciado, eu sou jovem ainda em uma Superliga comparado com outros treinadores, eu tenho 16 anos, eu nunca vi um elenco com essa determinação e com essa pegada dentro dessas dificuldades”, comenta.  

A conta para se livrar do rebaixamento depende de dois resultados positivos diante do Sesc-RJ no sábado (7) e do Sada Cruzeiro no próximo dia 14 (sábado). Somando os seis pontos que ainda estão em disputa. O Ponta Grossa Vôlei ainda precisa que a equipe do América não some pontos, pois atualmente 4 pontos separam as duas equipes na tabela de classificação. Com a desistência do Sesc-RJ para a próxima edição da Superliga, somente um time será rebaixado. 

“Vamos trabalhar muito, a certeza é que a gente vai continuar trabalhando aqui, com dor e com as coisas extra quadra, mas vamos buscar essa matemática um pouco absurda eu concordo, mas se não existisse chance não teria porque estar trabalhando e estar nos dedicando do primeiro ao último ponto, isso vai acontecer, mesmo que matematicamente a gente já esteja rebaixado no próximo jogo, explica.  

Compartilhe essa notícia com seus amigos!