Caramuru Vôlei pode voltar à Superliga Masculina; Ponta Grossa não

Caramuru Vôlei pode voltar à Superliga Masculina; Ponta Grossa não

Ponta Grossa Vôlei não deverá ter continuidade - Foto: Fernando Teramatsu/Resenha Comunicação

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) convidará o Caramuru Vôlei para mais uma participação na Superliga Masculina. A informação - divulgada inicialmente pelo jornalista e colunista do Estadão, Bruno Voloch - de fato já passa pelos corredores da modalidade, mas a permanência em Ponta Grossa não está nos planos da gestão. Nem mesmo Castro - onde o projeto teve início - deve ficar como sede.

Informações apuradas nos bastidores do voleibol paranaense dão conta de que o destino do Caramuru deve ser a cidade de Guarapuava, na região Centro-Sul do estado.

Os boatos sobre a mudança existem desde a temporada anterior, quando o Caramuru já usava o nome de 'Ponta Grossa Vôlei'. Antes mesmo da mudança de nomenclatura havia aproximação entre os comandantes da Associação Caramuru com o vôlei guarapuavano, inclusive participando de competições menores pela outra cidade.

VAGA NA SUPERLIGA 2020/21

Mesmo com rebaixamentos sucessivos na elite nacional, o Caramuru recebe convites da CBV pela desistência de equipes que teriam direito à vaga. Assim, a Confederação opta por dar preferência ao time que estava competindo na temporada anterior.

Na edição anterior da Superliga Masculina, o Ponta Grossa Vôlei foi rebaixado com apenas nove pontos (3 vitórias e 18 derrotas). O time ficou na lanterna do torneio.

Apesar de carregar o nome de Ponta Grossa, a vaga pertence ao CNPJ da Associação Caramuru Vôlei - comandada pelo gestor e treinador Fábio Sampaio.

DÍVIDA COM A FEDERAÇÃO PARANAENSE

Na semana passada, o NEC deu com exclusividade a informação de que a Federação Paranaense de Vôlei (FPV) cobra uma dívida de R$ 60 mil do Ponta Grossa Vôlei. O valor é referente à participação da equipe na última edição da Superliga.

Neste caso, a FPV entende que a dívida segue com a gestão do Ponta Grossa Vôlei - que era intermediada por nomes ligados à Prefeitura Municipal. Ou seja, o vôlei profissional deve sair da cidade, mas o valor devido na temporada 2019/2020 permanece em território ponta-grossense.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
Felipe Gustavo

Felipe Gustavo

Jornalista formado pela UEPG em 2012, foi repórter de Esportes do Jornal da Manhã e setorista do Operário pelas rádios CBN e Difusora. Trabalhou no projeto Futsal Daqui, além de ter sido jornalista na Rádio MZ FM. Trabalha na produção de conteúdo da Rede Massa. É editor e comentarista no Net Esporte Clube.