Fontes – Dusty May, do Florida Atlantic, treinará Michigan

Dusty May, do Florida Atlantic, assinou contrato para se tornar o próximo técnico de basquete masculino em Michigan, disseram fontes à ESPN.

O representante de May para a Clutch Sports, Andy Miller, estava finalizando os detalhes de um acordo de longo prazo com autoridades da Universidade de Michigan na noite de sábado, disseram fontes.

May, 47, deixou o Florida Atlantic após uma improvável corrida na Final Four de 2023 e uma aparição no Torneio da NCAA de 2024, vencendo 60 jogos nas últimas duas temporadas – algo que apenas UConn e Houston fizeram.

A FAU perdeu na prorrogação para Northwestern na sexta-feira na rodada de abertura do Torneio da NCAA, e fontes disseram que as autoridades de Michigan agiram rapidamente para garantir May como o próximo técnico da escola.

Vários programas de alto nível, incluindo Louisville da ACC e Vanderbilt da SEC, continuaram a ser candidatos a coaching em maio. May ficou impressionado com a rede de ex-alunos de Michigan e sua intensa lealdade à universidade e ao atletismo, que ele espera que o ajude a superar a natureza transacional inerente da era moderna do portal NIL/transferência no recrutamento e retenção de jogadores.

May substituiu Juwan Howard, que foi demitido após cinco temporadas e terminou em último lugar no Big 10 após a temporada 1966-67.

A escalada profissional de May foi um estudo de perseverança e paciência. Ele ingressou em um programa oprimido da FAU há seis anos para seu primeiro cargo de treinador principal e teve um recorde de 126-69 sem perder na temporada.

READ  William Byrne domina Watkins Glen, ordem de chegada completa, bolha renovada nos playoffs

De acordo com a ESPN Stats and Information Research, a porcentagem de vitórias de 0,822 da Florida Atlantic é a quinta melhor na Divisão I nos últimos dois anos.

As 25 primeiras classificações da FAU nas últimas duas temporadas são as únicas na história da escola. Os Owls alcançaram a Final Four como o nono colocado em 2023, tornando-se o nono time a chegar à Final Four desde o início da classificação em 1979, de acordo com dados de estatísticas e informações da ESPN.

May se formou na Universidade de Indiana e teve passagens como assistente técnico em sua alma mater, bem como na USC, Eastern Michigan, Murray State, UAB, Louisiana Tech e Flórida.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *