Torcedores do Operário espalham faixas de protesto por Ponta Grossa

Principal alvo da insatisfação alvinegra é o técnico Gerson Gusmão

Torcedores do Operário espalham faixas de protesto por Ponta Grossa

Imagens das faixas espalhadas por Ponta Grossa circulam nas redes sociais - Foto: Divulgação

PublicidadeNEC

A eliminação precoce para o Cianorte nas quartas de final do Campeonato Paranaense segue rendendo protestos da torcida do Operário Ferroviário. Na noite desta segunda-feira (27), faixas foram posicionadas em diferentes pontos da cidade de Ponta Grossa demonstrando a insatisfação alvinegra. O principal alvo é o técnico Gerson Gusmão.

"Fora, Gersinho!" e "No circo do Operário o palhaço é o torcedor" foi o conteúdo visto em locais 'estratégicos'. Há faixas espalhadas em frente à loja do clube - no Estádio Germano Krüger, em frente ao empreendimento comandado pelo presidente do Grupo Gestor, Álvaro Góes, na passarela da Avenida Vicente Machado - ponto de intenso movimento do município e na região onde supostamente reside o treinador do Fantasma.

A torcida também tem demonstrado nas redes sociais insatisfação com o silêncio que toma conta de Vila Oficinas desde a derrota por 2 a 0 para o Cianorte no Germano Krüger. Nenhum membro da diretoria se posicionou sobre o revés no Estadual.

Este é um dos maiores momentos de pressão vivenciado pelo clube desde a Divisão de Acesso do Paranaense 2017. Naquela oportunidade, após a eliminação na Segunda Divisão Estadual, torcedores protestaram e 'pediram a cabeça' do técnico Gerson Gusmão.

Gersinho está no Operário desde março de 2016 e é atualmente o treinador há mais tempo no cargo em um único clube dentro do futebol brasileiro. Ao todo ele soma 149 partidas oficiais no comando do Fantasma.

O próximo desafio alvinegro é a Série B do Campeonato Brasileiro. A estreia está agendada para o dia 8 de agosto (sábado), às 16h, quando recebe o Figueirense no Germano Krüger - sem a presença do público.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!