Operário Ferroviário vence o Brasil-RS com letra 'S' de Schumacher

Centroavante marca de letra de novo e garante triunfo no Germano Krüger

Operário Ferroviário vence o Brasil-RS com letra 'S' de Schumacher

Schumacher faz pela 2ª vez de letra e coloca o Operário na vice-liderança - Foto: José Tramontin/OFEC

O Operário Ferroviário segue no 'G4' da Série B do Campeonato Brasileiro. E para se manter entre os melhores da competição o Fantasma voltou a contar com o iluminado Schumacher. O atacante marcou pela segunda vez de letra... isso mesmo: de letra de novo... e garantiu a vitória alvinegra por 2 a 1 sobre o Brasil-RS, em jogo disputado no Estádio Germano Krüger, na noite deste domingo (30).

Com o triunfo, o Operário alcança os 12 pontos e é uma das equipes invictas da Série B ao lado do líder Cuiabá e do Vitória, que ocupa o oitavo lugar.

Classificação Série B 2020

1º TEMPO

O técnico Gerson Gusmão apostou na mesma formação que iniciou a partida da semana passada contra o Paraná Clube. Mais uma vez o volante Jiménez ocupou a titularidade. Já no ataque Schumacher foi o escolhido para a camisa 9, enquanto Jefinho sequer ficou no banco de reservas.

Atuando em casa, o Operário propôs o jogo nos minutos iniciais e criou as melhores chances. Aos 10 minutos, o meia Marcelo quase abriu o placar. Ele recebeu cruzamento de Sávio na medida, mas a cabeçada terminou nas mãos de Rafael Martins, que espalmou no reflexo.

Pouco depois o mesmo Marcelo balançou a rede em Vila Oficinas. Douglas Coutinho fez jogada individual, deixou a marcação para trás e bateu rasteiro. O goleiro deu rebote e o camisa 10 do Fantasma apareceu sozinho para estufar a rede.

A vantagem poderia tornar o Operário dono da partida. Mas ocorreu justamente o contrário. O Brasil-RS respondeu rápido e passou a dominar as ações. Aos 20, Matheus encontrou um corredor pelo lado esquerdo de defesa do Fantasma, invadiu a área e só rolou para Luiz Henrique empatar.

O Xavante teve então mais controle do ritmo de jogo, mas não criou situações tão perigosas para a meta de Rodrigo Viana. Apenas nos acréscimos o goleiro alvinegro foi de fato acionado em cobrança de falta do meia Gegê.

2º TEMPO

As duas equipes voltaram dos vestiários modificadas. Gersinho colocou Fabiano na vaga de Julinho para proteger o lado esquerdo, enquanto Lucas Batatinha foi acionado no lugar de Marcelo. Do outro lado, o técnico Hemerson Maria tirou Gegê para a entrada do experiente Wellington Simião.

As alterações deixaram o Operário mais técnico em campo e, aos poucos, os donos da casa voltaram a comandar as ações ofensivas.

Aos 10 minutos, Gerson Gusmão chamou o centroavante Roger para a estreia e foi justamente nessa hora que a estrela de Schumacher brilhou e que o experiente atacante 'profetizou' o que estava por vir.

Schumacher estava deixando o gramado, mas como vinha uma cobrança de escanteio pela frente Roger pediu para que o 'grandalhão' continuasse em campo. Após a cobrança do tiro de canto, Douglas Coutinho pegou o rebote na direita, cruzou rasteiro e viu Schumacher antecipar a marcação finalizando de letra. Assim como no confronto com o CSA, a bola morreu no fundo do gol.

Iluminado, Schumacher deixou o gramado com o gol da vitória e deu espaço para Roger estrear. O reforço deu trabalho para os marcadores e apareceu bem fazendo jogada importante com Jiménez, que finalizou por cima.

O Fantasma ainda chegou perto do terceiro gol em duas oportunidades com Jean Carlo, mas as duas finalizações do meia-atacante terminaram nas mãos do goleiro Rafael Martins.

PRÓXIMA RODADA

O Operário vai até Florianópolis para o compromisso válido pela sétima rodada da Série B. Nesta quarta (2), a partir das 16h30, o Fantasma enfrenta o Avaí na Ressacada.

FICHA TÉCNICA

Operário: Rodrigo Viana; Sávio, Rafael Bonfim, Reniê e Julinho (Fabiano); Jimenez, Tomás Bastos, Marcelo (Lucas Batatinha) e Thomaz (Jean Carlo); Douglas Coutinho (Maranhão) e Schumacher (Roger). Técnico: Gerson Gusmão

Brasil-RS: Rafael Martins; Rodrigo Ferreira (Maicon Silva), Lázaro, Leandro Camilo e Bruno Santos (Nathan); Sousa, Bruno Matias e Gegê (Wellington Simião); Matheus (Gabriel Poveda), Danilo Gomes e Luiz Henrique (Dellatorre). Técnico: Hemerson Maria

Gols: Marcelo (OFEC), aos 17 minutos, e Luiz Henrique (BRA), aos 20 minutos do 1º tempo; Schumacher (OFEC), aos 12 minutos do 2º tempo.
Cartões amarelos: Douglas Coutinho, Julinho, Rafael Bonfim, Jimenez e Lucas Batatinha (Operário); Luiz Henrique e Danilo Gomes (Brasil-RS)

Local/Data: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR) | 30/08/2020
Arbitragem: Jefferson Ferreira de Moraes (GO) auxiliado por Cristhian Passos Sorence (GO) e Tiago Gomes da Silva (GO)

ESTATÍSTICAS DO JOGO

Posse de bola
Operário 50% x 50% Brasil-RS

Finalizações
Operário 13 x 10 Brasil-RS

Faltas
Operário 20 x 6 Brasil-RS

Passes
Operário 451 x 442 Brasil-RS

Passes certos
Operário 78% x 77% Brasil-RS

Bolas longas
Operário 18/49 x 30/77 Brasil-RS

Cruzamentos
Operário 6/20 x 2/18 Brasil-RS

Dribles
Operário 2/10 x 8/13 Brasil-RS

Desarmes
Operário 18 x 13 Brasil-RS

Interceptações
Operário 10 x 7 Brasil-RS

* Dados SofaScore

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!

Compartilhe essa notícia com seus amigos!