Operário mobiliza torcida no combate a cantos e gritos homofóbicos no Estádio

Alvinegro se une à movimento iniciado por clubes da Série A do Brasileirão

Operário mobiliza torcida no combate a cantos e gritos homofóbicos no Estádio

Clubes brasileiros abraçam a causa contra a homofobia; Operário convoca torcida nas redes sociais - Foto: José Tramontin/OFEC

Em apoio à campanha iniciada pelos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, o Operário Ferroviário também está promovendo ações contra a homofobia no estádio. O movimento surgiu após um confronto entre Vasco e São Paulo, que foi paralisado por conta dos cânticos preconceituosos.  

Nas redes sociais, o clube alvinegro convocou os operarianos para a construção de uma sociedade melhor e expôs o lema: “Pior que prejudicar o seu time é cometer um crime. Grito homofóbico não é piada, muito menos cântico de torcida. Grito homofóbico é crime dentro e fora dos estádios. Diga não à homofobia!”. 

A iniciativa de combate à homofobia será reforçada tanto nas redes sociais do time quanto através do sistema de som, durante os jogos do Fantasma no Estádio Germano Krüger. O próximo compromisso da equipe, pela Série B, é no sábado (7), às 16h30, contra o Cuiabá.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!