Operário avança para obter Certificado de Clube Formador da CBF em dezembro

Documento resguarda direito das equipes em transferências de atletas

Operário avança para obter Certificado de Clube Formador da CBF em dezembro

Fantasma tem duas categorias de base, com as equipes sub-19 e sub-17 disputando o Campeonato Paranaense - Foto: João Vitor Rezende

O Operário Ferroviário trabalha para ter o Certificado de Clube Formador (CCF) até o fim deste ano. O documento permite às equipes receberem compensações financeiras de até 5% dos valores de transferência por atletas criados nas categorias de base. Segundo a diretoria alvinegra, a documentação está adiantada e pode ser entregue até a metade de dezembro.

“Tivemos que adequar algumas coisas, atender a algumas exigências. Boa parte disso conseguimos resolver em conjunto com a UEPG e as coisas estão bem encaminhadas. Esperamos receber esse certificado até a metade do mês de dezembro”, garante o presidente do Grupo Gestor, Álvaro Góes.

Atualmente, 35 clubes brasileiros possuem esta certificação, sendo 22 destes com validade por dois anos e 13 por um ano. Entre os requisitos estabelecidos para obter o CCF, estão: apresentar cronograma de treinos; garantir assistência educacional e médica; participação em competições oficiais; manter alojamento e comissão técnica dedicada exclusivamente à base.

Entre os benefícios, garante a indenização no caso da saída de atletas entre 14 e 16 anos e a porcentagem nos valores de transferências. Ao manter jogadores de 12 a 15 anos de idade na base, os clubes têm direito a 0,25% do valor total por ano. Ou seja, caso esteja o registro esteja vinculado ao clube durante todo esse período, garante 1%. Os outros 4% são divididos da entre a temporada do 16º e do 23º aniversário, com 0,5% por ano.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!