Jardel diz que atletas se 'indignaram' após derrota diante do Paraná

Volante explica que conversa foi fundamental para vitória sobre o União

Jardel falou sobre mudança de postura no Operário após a vitória sobre o União - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

Após a vitória por 1 a 0 sobre o União Beltrão pela oitava rodada do Campeonato Paranaense, os jogadores do Operário destacaram a mudança de postura da equipe. O grupo foi cobrado depois da derrota para o Paraná Clube, considerada como "talvez o pior jogo do ano" pelo técnico Gerson Gusmão.

Em entrevista na saída do campo à Rádio Clube, o volante Jardel - capitão da equipe no embate no Sudoeste -, revelou que o grupo de atletas transformou descontamento pelo desempenho na última rodada em combustível para a reviravolta. "A gente se cobrou muito [por conta da derrota] do último jogo. A gente se indignou com isso', destaca ao completar:

"Pressionamos lá em cima, com espírito competitivo. A conversa durante a semana a semana foi importante" Jardel

Para o meia Tomás Bastos, o Fantasma se impôs diante do União Beltrão porque conseguiu fazer valer em campo as características dos atletas. "Foi um jogo que a gente acertou mais passes. No momento em que nossa equipe consegue colocar a bola no chão, a gente tem qualidade e constrói melhor as jogadas". 

O Operário volta a campo no domingo (01/03), quando enfrentar o Athletico no Estádio Germano Krüger, às 16h. Os jogadores se reapresentam na segunda-feira (24) para iniciar os treinamentos para o jogo diante do Furacão.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!