Rapper Coolio morreu de overdose de fentanil, diz gerente

LOS ANGELES, 6 Abr (Reuters) – O rapper Coolio, de 59 anos, vencedor do Grammy, morreu de overdose de fentanil seis meses depois que o músico foi encontrado morto na casa de um amigo em Los Angeles, disse seu empresário nesta quinta-feira.

Nascido Ortiz Leon Ivy Jr., Coolio ganhou fama com seu álbum de 1995 de mesmo nome, “Gangsta’s Paradise”.

A música, apresentada no filme “Dangerous Minds”, foi um grande sucesso e ganhou o prêmio Grammy de Melhor Performance de Rap Solo no ano seguinte.

O empresário de Coolio, Jarez Posey, disse que a família do rapper foi notificada na quinta-feira pelo Los Angeles County Coroner’s Office de que o cantor morreu de overdose de fentanil.

O escritório do legista não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da Reuters.

Posey disse que os filhos do rapper planejam homenagear seu pai em futuros projetos de documentários e filmes.

Nascido na Pensilvânia em 1963, Coolio começou a se apresentar como parte da cena hip-hop da Costa Oeste depois de se mudar para Compton, Califórnia.

Ele lançou seu álbum de estreia “It Takes a Thief” em 1994, marcando um hit no top ten com o single “Lakeside”.

Reportado por Lisa Rich; Edição por Sandra Maler

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

READ  FAA aumentará a supervisão da Boeing e auditará a produção do 737 Max 9

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *