Apaixonado por livros e por futebol: tudo sobre Gustavo Coutinho

Conheça mais sobre o atacante que espera sequência de oportunidades no OFEC

Apaixonado por livros e por futebol: tudo sobre Gustavo Coutinho

Gustavo Coutinho, de 22 anos, centroavante do Operário Ferroviário. Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

Apresentado no dia 27 de agosto, o centroavante Gustavo Coutinho teve apenas uma oportunidade entre os titulares do Fantasma desde então. A única chance entre os 11 iniciais aconteceu contra o Cruzeiro, pela 24ª rodada, no empate em 1 a 1 fora de casa. Em outras 7 ocasiões, o atleta entrou nos minutos finais da 2ª etapa.

Em entrevista exclusiva à equipe NEC, o jogador contou sua história, que começou desde cedo com uma responsabilidade muito grande: a paternidade na adolescência. Pai aos 15 anos de idade, Gustavo Coutinho teve que sustentar a família ainda quando atuava nas categorias de base. "Eu tinha acabado de chegar no Botafogo. A responsabilidade eu sabia que era muito grande, pois eu passei a assumir o papel de pai de família, de homem da casa. Mas foi gratificante, foi muito bom. Hoje tenho um filho e uma filha. Quando ela nasceu eu já tinha 21 anos, tinha mais maturidade e experiência, porque eu já tinha vivenciado isso. Meus filhos são tudo para mim", conta.

Artilheiro por onde passou, Coutinho não tem intimidade apenas com a bola, mas também com os livros. Diferente do habitual entre os jogadores, o centroavante é apaixonado por leitura. "Sou envangélico e sempre tive o costume de ler a Bíblia. Depois, um pouco antes da pandemia, comecei a trilhar o caminho da leitura com livros relacionados à finanças, desenvolvimento pessoal e profissional. Com os livros, consegui passar pela pandemia com certa tranquilidade, porque a leitura me ajudou muito. Nesse período em que ficamos parados (pandemia), tive mais tempo para investir mais em mim. Confiei nos livros e consegui adquirir bastante conhecimento, para através desse conhecimento viver outras experiências", explica.

Coutinho chegou como uma esperança de renovação para a temporada, mas até o momento não recebeu muitas oportunidades entre os titulares. O jogador acredita que logo receberá as chances esperadas e se mostrou preparado para quando isso acontecer. "Infelizmente não tivemos resultados positivos nos poucos jogos em que tive oportunidade. Isso pesa para nós também, porque nós estamos inseridos no grupo, no trabalho. Se o time não dá resultado, nós também não damos. Mas eu acredito que eu esteja preparado para que, se essa oportunidade surgir, eu possa dar meu máximo e consiga marcar gol com a camisa do Fantasma", afirma.

Com contrato de empréstimo válido até dezembro deste ano, o centroavante comentou também sobre a possibilidade de permanecer no Fantasma no início da próxima temporada. "O que ficou acordado entre os dois clubes é de que eu volto para o Fortaleza para a disputa do estadual de 2022. Mas eu sei que a torcida acredita em mim e eu espero ainda ter as oportunidades que eu acredito que terei até o fim do campeonato para corresponder às expectativas. Mas, uma possível permanência depende da diretoria, do clube, dos meus empresários, não depende somente de mim. Quando acaba o campeonato, a gente faz um planejamento para a próxima temporada e esse planejamento deve acontecer em dezembro"

Antes de chegar ao Fantasma, Gustavo Coutinho era o artilheiro do Brasileirão de Aspirantes, com 8 gols marcados em 8 jogos disputados pelo Fortaleza. O jogador iniciou a carreira no Audax Rio e teve passagem pela categoria de base do Botafogo. Também emprestado pelo Fortaleza, o jogador atuou pela Cabofriense-RJ no final do ano passado e no começo deste ano. No time carioca, Coutinho anotou 13 gols em 22 jogos. Além disso, o atleta passou 2 temporadas no Alcanenense, de Portugal.

Com a presença de Gustavo Coutinho entre os relacionados, o Operário volta a campo no próximo sábado (23), contra o CSA, às 19h. A partida é válida pela 31ª rodada da Série B.

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC