Garçom de Douglas no título, Báia elogia ataque mais veloz do OFEC

Lateral encontrará sistema ofensivo com perfil diferente do Estadual

Garçom de Douglas no título, Báia  elogia ataque mais veloz do OFEC

Báia realiza trabalho ao lado de Peninha em treino do Operário - Foto: Emmanuel Fornazari

PublicidadeNEC

Marcado pelos cruzamentos perfeitos para arremates de atacantes do Operário no Campeonato Paranaense - principalmente de Douglas - o lateral Danilo Báia não se incomoda com o novo perfil ofensivo do Fantasma.


Sem jogadores altos à disposição para o ataque, o técnico Itamar Schulle aposta na velocidade, habilidade e bom posicionamento dos avantes. Contra o Red Bull Brasil (SP) deu resultado: Joelson fez gol e Rossi foi fundamental na movimentação.


Opinião:

Coluna do Bail: Diretoria precisa se espertar para não perder Sul-Minas


Para o lateral Danilo Báia, estas características da nova dupla de ataque do Fantasma podem, inclusive, deixá-lo ainda mais à vontade. “Para mim é até melhor, porque eu gosto muito de velocidade, de intensidade. E já dei passe para o Joelson também”, lembra o lateral.


No entanto, para ter a possibilidade de criar jogadas para os atacantes Báia precisa recuperar a condição de titular do Fantasma. Hoje, o posto é de Alemão, que atuou nas duas primeiras partidas da Série D na lateral direita.


“Temos que trabalhar. Ninguém tem lugar cativo só porque foi campeão [paranaense]. Sei do meu potencial, sei do potencial dos meus colegas e quem ganha com isso é o Operário com um time forte para a Série D”, aponta Danilo Báia.


Leia também:

Operário e Ypiranga vira briga direta pela liderança na Série D


A tendência é que o técnico Itamar Schulle teste o lateral campeão durante os treinos desta semana. Porém, para jogar, Báia ainda precisa ser regularizado junto ao Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Compartilhe essa notícia com seus amigos!