Sequência contra favoritos dificulta caminho do Caramuru na Superliga

Fábio Sampaio quer aproveitar partidas para preparar equipe para duelos diretos

Sequência contra favoritos dificulta caminho do Caramuru na Superliga

Derrota para o Taubaté abriu sequência de jogos contra favoritos da Superliga - Foto: José Tramontin/Caramuru

PublicidadeNEC

A missão do Caramuru Vôlei de chegar aos playoffs da Superliga tem um início difícil. Já nas primeiras rodadas, a equipe encara os principais candidatos ao título da competição. A derrota por 3 a0 para o Taubaté (SP), na Arena Multiuso, foi o primeiro passo na série de quatro confrontos contra as principais equipes da competição.

Além do Taubaté, o Tigre terá pela frente o SESC (RJ), o SESI (SP) e o Sada/Cruzeiro (MG). A tabela se assemelha a da temporada 2017/18 da Superliga, quando o Caramuru acabou enfrentando as mesmas equipes. Porém, diferente da ultima edição da competição, o Caramuru não largará apenas com jogos em casa. Neste sábado (3), o time visitará o SESC; no dia 16, vai a Minas encarar o Sada/Cruzeiro (MG). Antes, no dia 10, os alvinegros recebem o SESI na Arena.

O treinador do Caramuru, Fábio Sampaio, analisa a sequência e espera que os jogos sirvam de preparação para enfrentar os adversários diretos na luta pelos playoffs. “É uma sequencia difícil para o Caramuru. O importante é manter uma crescente no campeonato para estarmos bem e com a cabeça boa contra os rivais diretos”, explica.

Mesmo após o fim da sequência contra os favoritos, o Caramuru não terá vida fácil na competição. Isso porque a equipe de Ponta Grossa começa a sequência contra adversários diretos recebendo o Vôlei Ribeirão Preto (SP), na Arena Multiuso, no dia 21 de novembro. Depois disso, o compromisso é contra o rival Maringá (PR), fora de casa, no dia 24.

Fábio evita fazer uma projeção de vitórias para a série contra as principais equipes do campeonato, mas espera buscar pontos antes de entrar nos confrontos com Ribeirão Preto e Maringá.

“A projeção é de amadurecimento, de encontrar o padrão de jogo. Não adianta focar em um encontro e tornar isso uma pressão muito grande para nós. Vamos tentar pontuar nesses jogos difíceis para ganharmos corpo e confiança para o restante da temporada”, afirma o treinador.

A próxima partida do Caramuru Vôlei é contra o SESC (RJ), no sábado (3), às 21h30, no Ginásio da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Confira os jogos do Caramuru Vôlei pelo 1º turno da Superliga

1 - Caramuru Vôlei 0x3 Taubaté (SP) – 27/10

2 – SESC (RJ) x Caramuru Vôlei – 3/11

3 – Caramuru Vôlei x SESI (SP) – 10/11

4 – Sada/Cruzeiro x Caramuru Vôlei – 16/11

5 – Caramuru Vôlei x Vôlei Ribeirão – 21/11

6 – Maringá x Caramuru Vôlei – 24/11

7 – Caramuru Vôlei x Vôlei Itapetininga – 1/12

8 – Caramuru Vôlei x Corinthians Guarulhos – 8/12

9 – Vôlei Renata x Caramuru Vôlei – 12/12

10 – Caramuru Vôlei x São Judas Voleibol – 15/12

11 – Minas Tênis Clube x Caramuru Vôlei – 22/12

Compartilhe essa notícia com seus amigos!